christopher-emerson-digital-nomad-travel-earth

Onde é o melhor lugar no mundo para começar a viajar como um nômade digital?

(Tradução pela bela Karol Franco. E eu ainda estou aprendendo.)

Onde é o melhor lugar no mundo para começar a viajar como um nômade digital?

Eu acho que a resposta é … em qualquer lugar, realmente.

Dezembro será o último mês em que eu pagarei o aluguel, seguro de casa, contas de serviços públicos, registro e seguro de automóvel, conta da internet, conta de telefone móvel, adesão da academia, assinatura do Xbox LIVE, tudo!

Estou pensando em passar os primeiros dias de Janeiro, antes do grande dia da partida, ou surfando no sofá ou pegando carona ao redor da Califórnia e Nevada para ver a família e amigos antes que zere o cronômetro. Uma espécie de prelúdio de nômade digital em treinamento, antes de sair do país por tempo indeterminado.

Então, finalmente, o grande momento chegará em 11 de Janeiro de 2016. E, assim como os impostos e batendo a cabeça durante Bohemian Rhapsody … Eu pretendo fazer minha partida para o desconhecido com uma certeza inevitável.

É por isso que eu quero comprar minha primeira passagem só de ida-internacional o mais breve possível.

O plano é este …não há nenhum plano.

Ou melhor, haverá um plano mínimo para começar e tudo o que vier a seguir, me deixarei ser guiado, influenciado pelo fluxo da espontaneidade, aventura, e pelas novas pessoas que eu irei encontrar ao longo do caminho.

Então … por onde começar?

Vamos reunir os suspeitos!!! Rápido …PARA O CHUVEIRO!!!

Christopher Emerson Shower Map

Welcome to my world… shower.

Bem-vindo ao meu mundo …chuveiro!

Christopher Emerson - Planet Emerson: World Travel Shower Map

Nothing like learning world geography while wet and naked.

Nada como aprender geografia mundial, enquanto está molhado e nú.

Planet Emerson: World Travel Digital Nomad - Asia

Planet Emerson: World Travel Digital Nomad – Asia

1. Extremo Oriente / Sudeste Asiático

Mágico. Misterioso. Inebriante em suas formas místicas orientais. Tenho tentado voltar ao Japão, em particular, desde que viajei para lá por apenas dez dias, descontroladamente alterando a vida por volta do outono de 2013. Aventurei-me a esta parte do mundo, um hemisfério oriental virgem, com uma bela fada chamada Dedeker, uma companheira de viagem que eu sempre terei como meu “divisor de águas”. Por esse motivo, bem como os contrastes deslumbrantes justapõe-se de leste à Oeste, acho que esta opção para o lançamento será devastadoramente sedutora. Uma viagem iniciada  no Japão provavelmente  impulsionaria uma  expedição prodigiosa que me levaria para a China, Taiwan, Filipinas, Indonésia, Tailândia, Camboja, Mianmar, Índia, Nepal, e depois para todo o Oriente Médio, África do Norte, e / ou Europa Oriental.

E TAMBÉM … eu mencionei o quanto amo … CURRY?!

Planet Emerson: World Travel Digital Nomad - South America

Planet Emerson: World Travel Digital Nomad – South America

2. Nas profundezas da América do Sul

Mais especificamente, Patagonia, a pouco povoada região mais austral da América do Sul. A área extremamente dinâmica e geograficamente diversificada do mundo. As paisagens desta parte da América do Sul são algo como tiradas do Senhor dos Anéis. Ou, sabe, Nova Zelândia. Estou particularmente atraído pela ideia de caminhadas por todo o trajeto até a ponta mais meridional da América do Sul; La Tierra del Fuego, Ushuaia, e Cabo de Horno (Cabo Horn.) Começar aqui, significa que seria mais provável eu voar entre Santiago, Chile ou Buenos Aires, Argentina e descer ao longo da Cordilheira dos Andes em … Terra-média. Posteriormente, minha história  de nômade digital, provavelmente iria me levar para todos os países da América do Sul, incluindo uma viagem de retorno ao Brasil, e ao norte pelo Peru, Colômbia, Panamá e sobre a América Central, talvez depois disso, as ilhas do Caribe.

Também gostaria de ganhar um aprimoramento significativo do idioma nesta parte do mundo, eu posso falar um pouco de espanhol com sotaque argentino, gracias a una professora en mi pasado de Buenos Aires. Eu também posso falar sobreviver ao Português, tão bem como Jackie Chan fala Inglês.

TAMBÉM … eu mencionei o quanto eu amo … LATINAS?!

Planet Emerson: World Travel Digital Nomad - Iceland

Planet Emerson: World Travel Digital Nomad – Iceland

3. A Islândia e a Missão Europeia

Estranhamente há algo me convidando para este país distante, um país insular nórdico, definido por sua dramática paisagem vulcânica de gêiseres, fontes termais, cachoeiras, geleiras e praias de areia negra. Um lugar onde o fogo e o gelo coexistem. A grande maioria das casas são aquecidas e alimentadas por geotermais, a vida noturna é de renome mundial, e longos e escuros invernos contrastam com o sol da meia-noite do verão. Um país onde o isolamento despertou uma cultura dinâmica e apaixonada. O clima da Islândia varia de suaves temperaturas no verão com médias que raramente ultrapassam 22-24°C e invernos que chegam perto de 0°C e, muitas vezes mais baixas, o país recebe tanto sol quanto a Irlanda ou a Escócia. Islândia como um ponto de partida seria uma mudança cultural muito selvagem e aja como um salto fora  do ponto no Norte da Europa; Suécia, Finlândia, Noruega, Reino Unido,  fluindo em uma grande busca Europeia.

TAMBÉM … eu mencionei o quanto eu amo … TEMPO FRIO?!

Ei … falando em tempo frio …

Planet Emerson: World Travel Digital Nomad - Antarctica

Planet Emerson: World Travel Digital Nomad – Antarctica

4. Antarctica

Agora ouça isso. Não há muitas maneiras de viajar para a Antártida. O domínio principal é de bases de pesquisas científicas multinacionais e postos avançados de ciência  geológica/clima. As restrições às viagens, tanto para pesquisadores e turistas são tão intensas, que eles se sentem como se estivessem em uma viagem para a área 51.

“Quaisquer barcos com mais de 500 passageiros não serão autorizados a atracar na região, e apenas um barco será permitido em cada estação. O número de passageiros a desembarcar não pode ultrapassar 100, e cada minuto em que eles estiverem na península é necessário um guia para cada 20 pessoas. “

Essa é apenas uma das muitas restrições. Opções de viagens de turismo para Antartica  são quase exclusivamente originários ou provenientes da Argentina ou da Austrália. A opção mais barata que eu vi é US $ 3.000 para uma viagem de barco de 8 dias do Ushuaia, Argentina que faz a travessia do Oceano Austral por meio da Passagem de Drake para VER a Antarctica. Zero garantia de chegar a tocar a terra. Achar uma passagem por U$ 3,000 é raro. A maioria das passagens são de U$ 5.000 a U$ 10.000! Não me entenda mal. Eu vi as fotos incríveis, eu vi os vídeos de tirar o fôlego, e o ocasional “você não tem idéia de quanto isso mudou minha vida” menções no Trip Advisor. Mas, tem que haver uma maneira melhor. E eu não estou falando de sobrevoar por $ 1.500- $ 10.000 para fora da Austrália. Embora seja completamente incrível de ver … Eu ainda quero ficar no chão e explorar a vida neste continente alienígena!

A solução? Voluntário!

Expedições de pesquisa na Antártica, às vezes, procuram contratar pessoas para trabalhos especializados ao redor das instalações de investigação do continente. Embora a maioria desses empregos seja burocrática, com restrições inconvenientes, tais como a necessidade de ter um Ph.D, percebi que há alguns trabalhos diferentes de  baixo nível, que às vezes, exigem apenas a vontade de fazê-lo e querer viver na Antártida durante um projeto de pesquisa. Hmmmm … Interessante.

TAMBÉM … eu mencionei o quanto eu amo … LAVAR PRATOS?!

E por último mas não menos importante…

World-Travel-You-Digital-Nomad-Rocks

You rock!

5. SUAS sugestões !!!

Você me diz onde eu deveria começar. Onde você sempre quis ir? Onde você esteve que mudou sua vida? Inspire-me. Ensine-me sobre o Planeta VOCÊ! Quais são os possíveis pontos de partida que levam aos pontos turísticos mais surpreendentes, as explorações mais épicas, e muito mais educações culturais esclarecedoras?

Avise- me!

TAMBÉM … eu mencionei o quanto eu amo … SER SUPREENDIDO?!

Cadastre-se para atualizações gratuitas e oportunidades de encontros durante as futuras viagens, entregues diretamente em sua caixa de entrada!


No spam. Zero. None. Nada. Not on my watch. Only sending you the good stuff!
Christopher Emerson
Follow me

Christopher Emerson

Hi there and welcome to Planet Emerson: World Travel!I'm documenting my crazy journey into happy homelessness as a world travel blogger.I'm also a voice recording artist who makes his way through the world voicing characters for video games, animation, radio, TV, and movies. I'm the founder & CMO of SpherePlay. Owner: Mana Wines. Juggler. Helicopter pilot. And lover of life and art. *** Periscope me!! - @PlanetEmerson ***
Christopher Emerson
Follow me